O Príncipe e a lavadeira

Autores:
  • Nuno Tovar de Lemos

Este livro não é para ler, é para ouvir. E mesmo quando se lê, será melhor que seja em voz alta, íntima, como quem conta sua história junto à lareira, porque o coração ouve melhor o que é b... Ver mais

Sinopse

Este livro não é para ler, é para ouvir. E mesmo quando se lê, será melhor que seja em voz alta, íntima, como quem conta sua história junto à lareira, porque o coração ouve melhor o que é bem dito. Com a idade vamos perdendo a coragem de pedir “conte-me uma história de Deus”, à noite, na varanda. E é uma pena. Ouvir no escuro, sobretudo, ajuda a ver o essencial que é invisível.

Caro(a) senhor(a) leitor(a), seja quem for, não leia este livro se você tem medo que tirem suas máscaras, não leia se não tem tempo “a perder”, se se ri da poesia e não sabe ver gigantes nem pode admitir que os corações são cavalos que correm. Se pensa que “de deus não se fala, que a religião só traz violência” e se se sente seguro no seu estatuto de
“agnóstico” ou de “praticante” não leia este livro, embora lhe fizesse muito bem. Não leia este livro, nem coisa nenhuma, talvez apenas o código de trânsito, se pensa que este mundo não pode ir a bem, que pôr-se em questão está fora de cogitação e o seu “deus” é o divertimento ou as estatísticas, porque acha que “tem o direito” de ser feliz. Mas, senhor(a) seja quem for, este livro podia ajudá-lo muito a ser quem é.
Aliás o papel da teologia é nos revelar “quem é quem”, sendo esse acerto corajoso com a verdade a porta da felicidade.
O padre Nuno Tovar de Lemos é teólogo. Bem, é mais Teófilo que teólogo. E, por isso, mais do que fazer tratados sobre Deus fala de amizade... das relações que levam e trazem Deus. Ora, é certo que só fala bem da amizade e do amigo o artista, o músico, o pintor, o contador de histórias... É o caso. Arte é beleza e empatia. E é a melhor maneira de dizer (e encontrar) quem é quem, com Quem. A beleza e a empatia falam com outra “língua”, comunicam, tornam possível ficar perto e deixam o outro se aproximar, fazendo cair barreiras de medos, defesas, intelectualismos.

Este livro inspira-se na Bíblia – claro! – e não é um tratado, nem leis sobre Deus. É uma coleção de histórias de amizade, de encontros e desencontros, hinos e cantos de saudade e desejo. Quando se ouvem por dentro, debaixo das estrelas, fazem eco e deixam ver Deus e o ser humano caminhando no deserto... mar adentro. Este livro é como quem nos diz um segredo ao ouvido: você encontrará o sentido de sua vida se for capaz de contá-la como uma história de amor. (Trecho da introdução do Pe. Vasco Pinto de Magalhães, SJ)

Sobre o Autor

Nuno Tovar de Lemos
Nuno Tovar de Lemos nasceu em Lisboa, em 1960. Licenciou-se em Engenharia Eletrotécnica no Instituto Superior Técnico e em 1984 entrou na Companhia de Jesus. Estudou teologia nos Estados Unidos e em Roma, onde se licenciou em Teologia Fundamental. Foi ordenado sacerdote em 1995 e durante 20 anos dedicou-se sobretudo à pastoral universitária em Braga, Coimbra, Porto e Lisboa. É autor de Textos para Rezar – 24 textos do Evangelho com comentários e sugestões para a oração e Eugénia Kraft.

Características

Título:
O Príncipe e a lavadeira
Subtítulo:
Redescobrir a fé cristã, histórias simples para falar de Deus e de nós
Autor:
Nuno Tovar de Lemos; 
Dimensões:
14.00cm x 21.00cm x 1.00cm
Peso:
186g
Edição:
1
Data de Publicação:
10/01/2022
ISBN:
9786555041453
Páginas:
160
Código:
3.0001.00.15.895