Violência do rosto

Autores:
No pensamento dos grandes filósofos existem certos lugares (topoi) que, reiterados, assinalam a cifra não só de seu estilo, mas também de sua filosofia. Para Emmanuel Levinas, essa cifra é o diálogo, do qual a entrevista é uma das formas. A que se apresenta aqui é justamente um exercício de pensa... Ver mais

Sinopse

No pensamento dos grandes filósofos existem certos lugares (topoi) que, reiterados, assinalam a cifra não só de seu estilo, mas também de sua filosofia. Para Emmanuel Levinas, essa cifra é o diálogo, do qual a entrevista é uma das formas. A que se apresenta aqui é justamente um exercício de pensamento. No diálogo transparece a ética do rosto, do outro, como próximo e como Deus. O rosto que está diante de nós é abertura: torna possível pensar o “totalmente Outro” do Ser e do Logos, invertendo a tradição ocidental. Pensar, a partir da Palavra do infinito audível no rosto do outro em cuja nudez resplandece os traços de Deus, só é possível no respeito de sua alteridade, de sua solidão e de seu mistério. Destas páginas, como uma joia da filosofia de Levinas, reluz a interpretação da filosofia primeira como ética.

Sobre o Autor(es)

Emmanuel Lévinas

Características

Título:
Violência do rosto
Autor:
Emmanuel Lévinas; 
Dimensões:
12.00cm x 19.00cm x 0.30cm
Peso:
60g
Edição:
1
Data de Publicação:
28/11/2014
ISBN:
9788515042210
Páginas:
48
Código:
3.0001.00.13.753