O problema do mal no pensamento de Agostinho

Autores:
  • Makyl Angelo Xavier Mendes
A importância deste trabalho reside no resgate de valores imutáveis no aspecto ontológico que influenciará indelevelmente a filosofia medieval na escolástica. Voltando à fonte da religião, contextualiza a liberdade ética e substancial que Deus oferece por sua gratuidade: o amor, ele é o fundament... Ver mais

Sinopse

A importância deste trabalho reside no resgate de valores imutáveis no aspecto ontológico que influenciará indelevelmente a filosofia medieval na escolástica. Voltando à fonte da religião, contextualiza a liberdade ética e substancial que Deus oferece por sua gratuidade: o amor, ele é o fundamento da reconciliação e potencializa pelo processo de “Iluminação Divina” a capacidade cognitiva do homem na busca pela verdade. Nesta obra, o tema da origem do mal conduz a questionamentos que afirmam categoricamente que o mal não tem origem em Deus, mas é consequência da contingência humana, como também de um mau uso da liberdade. O dualismo entre o bem e o mal evocado por Agostinho no período tardo-pagão nos mostra a profundidade do tema e a efervescência desses assuntos não somente no âmbito eclesiástico, mas também entre os filósofos dessa época. Por exemplo, no gnosticismo e no movimento maniqueísta. Na presente obra daremos maior atenção aos maniqueístas porque seus pressupostos ontológicos foram combatidos diretamente pelo bispo de Hipona.

Sobre o Autor

Makyl Angelo Xavier Mendes
Makyl Angelo Xavier Mendes é pós-graduado em História da África e do Negro no Brasil pela Universidade Cândido Mendes (2007) e se especializou em Filosofia Medieval, História Antiga e Medieval pela Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro.

Características

Título:
O problema do mal no pensamento de Agostinho
Autor:
Makyl Angelo Xavier Mendes; 
Dimensões:
14.00cm x 21.00cm x 1.50cm
Peso:
130g
Edição:
1
Data de Publicação:
06/08/2020
ISBN:
9786555040180
Páginas:
80
Código:
3.0001.00.15.727