Divina violência

Autores:
  • André Wénin
  • Jean-Daniel Causse
  • Élian Cuvillier
Quando se trata de interpretar os textos bíblicos, o exegeta tem todo o interesse em dialogar com as ciências humanas, em particular com a psicanálise, que pensa o ser humano como ser da palavra, formado por uma precedência da linguagem. Em contrapartida, a reflexão sobre o que significa “ser hu... Ver mais

Sinopse

Quando se trata de interpretar os textos bíblicos, o exegeta tem todo o interesse em dialogar com as ciências humanas, em particular com a psicanálise, que pensa o ser humano como ser da palavra, formado por uma precedência da linguagem. Em contrapartida, a reflexão sobre o que significa “ser humano” tem muito a ganhar quando interroga com a maior seriedade as Escrituras judaicas e cristãs. Estas, com efeito, têm uma maneira específica de assumir a complexidade da realidade humana e de indicar possibilidades novas para se construir e para viver no mundo. Antropologicamente, como se ligam violência humana e violência divina? Os três autores mostram como as referências a “Deus”, nos textos da Bíblia, podem gerar a violência e como esses mesmos textos formulam uma crítica ou operam uma conversão da violência divina. A guerra, o assassinato, o castigo, a cólera, o sacrifício, a cruz, mas também o amor ou o ciúme, são alguns dos vários temas que esta obra esclarece de maneira original.

Sobre o Autor

André Wénin
André Wénin é exegeta do Antigo Testamento.

Características

Título:
Divina violência
Subtítulo:
Abordagem exegética e antropológica
Autor:
André Wénin;  Jean-Daniel Causse;  Élian Cuvillier; 
Dimensões:
14.00cm x 21.00cm x 1.00cm
Peso:
220g
Edição:
1
Data de Publicação:
30/08/2019
ISBN:
9788515045808
Páginas:
208
Código:
3.0001.00.13.694