Login  |   Cadastre-se   |   Fale Conosco  |   Trabalhe Conosco  |   Ajuda             Youtube  

22 de agosto de 2019
Carrinho Vazio
Você está em: Home >> Liturgia Diária


Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Liturgia do dia 08/07/2019


Leituras
Gn 28,10-22a
Sl 90(91),1-2.3-4.14-15ab (R/. cf. 2b)
Mt 9,18-26

14ª Semana do Tempo Comum

Segunda-Feira


Primeira Leitura: Gn 28,10-22a

10 Partiu, pois, Jacó de Bersabé e rumou em direção de Haran. 11Chegando a certo lugar, ali pernoitou porque o sol já se havia posto. Tomou por travesseiro uma das pedras do lugar e ali mesmo adormeceu. 12Teve um sonho: viu uma escadaria cujo cimo tocava os céus, e Anjos de Deus subindo e descendo por ela. 13E eis que Javé se postou junto dele e lhe disse: “Sou Javé, Deus de Abraão, teu pai, e o Deus de Isaac. Darei a ti e à tua posteridade a terra sobre a qual estás deitado. 14Tua posteridade será como o pó da terra. Dilatar-te-ás para o Ocidente e o Oriente, o Norte e o Sul. Em ti e em tua descendência serão abençoadas todas as nações da terra. 15E eis que Eu estarei contigo, e te guardarei onde quer que tu vás; reconduzir-te-ei para este país. Porque não te abandonarei até cumprir o que te prometi”. 16Despertou Jacó e exclamou: “Na verdade, neste lugar está Javé, e eu não sabia!” 17Cheio de temor disse: “Quão temível é este lugar! Não é outra coisa senão a casa de Deus! A porta do céu!”. 18Levantando-se de madrugada, tomou a pedra que lhe servira de travesseiro, erigiu-a em estela, sobre cujo topo derramou óleo. 19Chamou de Betel aquele lugar. Antes disso a cidade se chamava Luza. 20 Jacó fez também este voto: “Se Deus estiver comigo e me proteger nesta viagem que estou fazendo, se me der pão para comer e roupa para vestir, 21 e me reconduzir são e salvo à casa de meu pai, então Javé será o meu Deus, 22e esta pedra que erigi como estela será uma casa de Deus.


 


Salmo: Sl 90(91),1-2.3-4.14-15ab (R/. cf. 2b)

R.: Tu és, Senhor, o meu refúgio; o Deus em quem confio!


1Feliz o que se abriga sob o Altíssimo, do Todo-poderoso vive à sombra! 2Dize ao Senhor: “Tu és o meu refúgio; meu baluarte, o Deus em quem confio!”.

3Do ardil do caçador te guardará, do contágio da peste que arruína. 4Ele te cobrirá com suas asas, encontrarás abrigo em suas penas. Sua fidelidade se assemelha a uma couraça e escudo que protegem.

14 “Porque em mim se abrigou, hei de atendê-lo. 15Nas suas provações o assistirei, a fim de libertá-lo e dar-lhe glória.



Evangelho: Mt 9,18-26

18Enquanto falava, um chefe foi se prostrar diante dele e disse: “Minha filha acaba de morrer. Vem, põe a mão sobre ela para que volte à vida”. 19 Jesus se levantou e o acompanhou com seus discípulos. 20Ora, certa mulher, que havia doze anos padecia de perda de sangue, se aproximou por detrás e tocou na barra do seu manto. 21Porque pensava: “Se eu tocar pelo menos no seu manto, ficarei curada”. 22Mas Jesus, voltando-se e vendo-a, disse: “Coragem, filha, tua fé te salvou”. E no mesmo instante a mulher ficou curada. 23Quando Jesus chegou à casa do chefe, e viu os tocadores de música fúnebre e uma multidão barulhenta, ordenou: 24 “Retirai-vos! A menina não morreu, está dormindo”. Então começaram a zombar dele. 25Mas, logo que o povo saiu, ele entrou, tomou a menina pela mão e ela se levantou. 26E a notícia deste fato se espalhou por toda aquela região.



Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2019 - Ano C - São Lucas, Brasília, Edições CNBB, 2018.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola, 2016.

 


Boa Nova para cada dia




Tomou-a pela mão e ela se levantou (Mt 9,25).

Mt 9,18-26 contém dois milagres de Jesus.

A Ressurreição da filha do chefe da sinagoga está intercalado com o milagre da mulher que sofria por uma hemorragia.

A intenção de São Mateus neste caso é a mesma que aparece nas outras narrativas de milagres de Jesus. Isto é, Jesus tem poder como Deus. Ele cura, salva e ressuscita pessoas. Os leitores de São Mateus são levados a ver em Jesus Cristo o Filho de Deus, imagem de Deus Pai em divindade e poder.

Neste texto nossa atenção é dividida entre os dois milagres.

No caso da mulher com fluxo de sangue o notável é a fé inabalável que ela demonstra, ao mesmo tempo o respeito por Jesus a ponto de não se julga digna nem de tocá-lo; sabia que somente lhe bastava tocar sua túnica para ser curada. E Jesus a atende, dizendo: Coragem, filha, tua fé te salvou.

Notemos que Jesus não diz: “tua fé em mim”, mas simplesmente: “tua fé”. Santo e com poder de curar, Jesus se mostrou humilde.

São Mateus demonstra que devemos ter fé para chegar a Jesus e depois sermos salvos por Ele.

No caso da filha do chefe da sinagoga, a reação do pai é como da mulher doente: ele tem fé em Jesus e por isso lhe pede que devolva a vida à menina que morrera de fato. As outras pessoas, no entanto, não acreditam que Jesus tenha este poder de salvar os mortos. Para eles ela morreu e tudo está acabado. Para Jesus “ela está dormindo”.

Por que Jesus disse “ela está dormindo”, quando ele mesmo sabia que a menina tinha morrido de verdade?

Antes de tudo Jesus parece ter querido provar a fé daquelas pessoas em seu poder de curar e ressuscitar os mortos, porque São Mateus descreve tais pessoas como zombeteiras de Jesus. São como os fariseus que não acreditam que Jesus tem poder de perdoar os pecados (cf. Mt 9,1-8).

Em segundo lugar Jesus usa o verbo “dormir” para dizer o estado de quem espera a Ressurreição final, como para Deus a morte de cada um de nós é um dormir antes do fim dos tempos, quando todos seremos acordados, isto é, ressuscitados.

Jesus prova que pode ressuscitar para a vida futura no fim dos tempos ressuscitando pessoas neste tempo antes de sua Vinda Gloriosa. Ele apenas faz um gesto e tudo se resolve: tomou-a pela mão e ela se levantou (Mt 9,25).

O efeito que Jesus esperava, e que o evangelista acentua, acontece: a notícia do que aconteceu espalhou-se por toda aquela região (Mt 9,26).

E assim também nós ficamos sabendo, também por estes milagres, quem é Jesus: aquele que tem o poder de dar a Vida, tanto para esta terra como para o céu, a Vida Eterna.



Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma





Preencha seus dados abaixo e receba as novidades da Loyola.
Nome:
E-mail:
  
Sobre a Edições Loyola | Serviços Gráficos | Fale Conosco | Distribuidores e representantes | Revista Mensageiro | Liturgia Diária | Eventos | Política de Vendas | Política de Privacidade

Rua: Mil Oitocentos e Vinte e Dois, 341 - Ipiranga
CEP: 04216-000 - São Paulo - SP
Tel.: 11 3385-8500 | 2063-4275 | 3385-8501
Formas de Pagamento
Acompanhe
Youtube  
Certificados
© 2011 Edições Loyola . Todos os direitos reservados
Visualize este site com resolução mínima de 1024 x 768
DesignbyC10