Login  |   Cadastre-se   |   Fale Conosco  |   Trabalhe Conosco  |   Ajuda             Youtube  

21 de agosto de 2019
Carrinho Vazio
Você está em: Home >> Liturgia Diária


Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Liturgia do dia 29/07/2019


Leituras
Sta. Marta, memória
1Jo 4,7-16
Sl 33(34),2-3.4-5.6-7.8-9.10-11 (R/. 9a)
Jo 11,19-27 ou Lc 10,38-42

17ª Semana do Tempo Comum

Segunda-Feira


Primeira Leitura: 1Jo 4,7-16

7Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus, e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus. 8Quem não ama não conheceu a Deus porque Deus é Amor. 9É assim que o amor de Deus se manifestou a nós: Deus mandou seu Filho único ao mundo para que recebêssemos a vida por ele. 10Nisto consiste o seu amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele quem nos amou e mandou seu Filho como expiação pelos nossos pecados. 11Caríssimos, se a este ponto Deus nos amou, nós também devemos nos amar uns aos outros. 12Ninguém jamais viu a Deus, mas se nos amarmos uns aos outros, Deus habita em nós, e seu amor em nós é perfeito. 13A prova pela qual reconhecemos que permanecemos nele e que ele permanece em nós é que ele nos deu seu Espírito. 14E nós vimos, e damos testemunho disso, que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo. 15Quem confessa que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele e ele em Deus. 16Nós reconhecemos o amor que Deus nos tem e acreditamos nele. Deus é Amor: quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele


 


Salmo: Sl 33(34),2-3.4-5.6-7.8-9.10-11 (R/. 9a)

R.: Provai, e vede como Deus é bom


2Bendirei ao Senhor em qualquer tempo, terei sempre na boca o seu louvor! 3Hei de glorificar-me no Senhor, escutem os humildes e se alegrem!

4Engrandecei comigo o nosso Deus, exaltemos unidos o seu nome! 5Pois sempre que o busquei, ele me ouviu; de todas as angústias me livrou.

6 Se olhardes para ele, brilhareis; não sofrerão vergonha as vossas faces. 7Um infeliz gritou, e Deus o escuta; de todas as angústias ele o salva.

8O anjo do Senhor vigia alerta, solícito em livrar quem teme a Deus. 9Provai, e vede como Deus é bom, feliz quem busca nele o seu refúgio!

10Ó santos do Senhor, vinde adorá-lo, pois àqueles que o temem nada falta. 11Os ricos empobrecem, passam fome; mas nada falta a quem procura a Deus.



Evangelho: Jo 11,19-27

19 e muitos judeus tinham ido para consolar Marta e Maria pela morte do irmão. 20Marta, apenas ouviu que Jesus havia chegado, saiu a seu encontro. Maria continuava sentada, dentro de casa. 21Marta disse a Jesus: “Senhor! Se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. 22Mas, ainda agora, sei que Deus te concederá tudo quanto lhe pedires”. 23 Jesus lhe afirmou: “Teu irmão ressuscitará”. 24Marta respondeu: “Sei que ele ressuscitará na ressurreição que vai haver no último dia”. 25 Jesus lhe disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Todo aquele que crê em mim, mesmo se morrer, viverá; 26 e todo o que vive e crê em mim não morrerá para sempre. Crês nisso?” 27Ela respondeu: “Sim, Senhor, creio que és o Messias, o Filho de Deus que devia vir ao mundo”.



Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2019 - Ano C - São Lucas, Brasília, Edições CNBB, 2018.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola, 2016.

 


Boa Nova para cada dia




“Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”. (Jo 11,27).

Nesta liturgia celebramos Santa Marta, irmã de Lázaro.

O Evangelho nos relata o momento em que Jesus a encontra, antes de ressuscitar seu irmão. O diálogo se estende sobre a possibilidade de sobrevivência de Lázaro à doença, por intervenção de Jesus. Mas Ele não estava lá quando Lázaro morreu. E, chegando ao encontro de Marta, Jesus lhe diz que é Ele a Ressurreição e a Vida (Jo 11,25).

Marta não entende imediatamente. Mas confessa que reconhece em Jesus o Messias, o Filho de Deus.

É a este ponto que São João Evangelista pretendia chegar através do relato da ressurreição de Lázaro. Este foi o milagre pelo qual qualquer judeu daquele tempo reconheceria que Jesus era o Messias e Filho de Deus.

Marta viu Jesus ressuscitar seu irmão, e foi confirmada em sua convicção de que Jesus era o Messias e Filho de Deus.

São João Evangelista precisou escrever estes fatos para confirmar os cristãos de sua comunidade na certeza de que Jesus era o Messias e Filho de Deus, pois em sua comunidade, bem posterior à vida terrena de Jesus e à Sua Ressurreição, havia quem ainda duvidasse que Ele era o Messias e Filho de Deus.

Para nós é normal concluir, pela ressurreição de Lázaro e por outros milagres de Jesus, que Ele é o Messias e o Filho de Deus. Nós o sabemos e o confessamos como dado firme de nossa fé.

O mesmo, porém, não acontece com muitas pessoas de nosso tempo.

Para muitos, Jesus não é nem o Messias nem muito menos o Filho de Deus.

É por estas pessoas que devemos pedir a Deus a conversão.

Por outro lado, com nosso testemunho de fé em Jesus Cristo podemos mudar esta visão errada de muitas pessoas. De nossa parte, portanto, é esperado o testemunho de fé no Filho de Deus, ao mesmo tempo em que a Ele pedimos que supere a dureza dos corações que ainda não creem.



Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma





Preencha seus dados abaixo e receba as novidades da Loyola.
Nome:
E-mail:
  
Sobre a Edições Loyola | Serviços Gráficos | Fale Conosco | Distribuidores e representantes | Revista Mensageiro | Liturgia Diária | Eventos | Política de Vendas | Política de Privacidade

Rua: Mil Oitocentos e Vinte e Dois, 341 - Ipiranga
CEP: 04216-000 - São Paulo - SP
Tel.: 11 3385-8500 | 2063-4275 | 3385-8501
Formas de Pagamento
Acompanhe
Youtube  
Certificados
© 2011 Edições Loyola . Todos os direitos reservados
Visualize este site com resolução mínima de 1024 x 768
DesignbyC10