Login  |   Cadastre-se   |   Fale Conosco  |   Trabalhe Conosco  |   Ajuda             Youtube  

14 de novembro de 2019
Carrinho Vazio
Você está em: Home >> Liturgia Diária


Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Liturgia do dia 18/09/2019


Leituras
1Tm 3,14-16
Sl 110(111),1-2.3-4.5-6 (R/. 2a)
Lc 7,31-35

24ª Semana do Tempo Comum

Quarta-Feira


Primeira Leitura: 1Tm 3,14-16

14Escrevo-te estas coisas, mas espero logo te encontrar. 15Mesmo que eu demore, já sabes por esta carta como agir na casa de Deus, que é a Igreja do Deus vivo, coluna e alicerce da verdade. 16 Sem dúvida, é grande o mistério da religião: Ele se mostrou em forma humana, foi justificado em virtude do Espírito, visto pelos anjos, anunciado aos povos, acreditado no mundo, elevado gloriosamente.


 


Salmo: Sl 110(111),1-2.3-4.5-6 (R/. 2a)

R.: Imensas são as obras do Senhor!



1Aleluia. De coração dou graças ao Senhor na assembleia dos justos reunidos. 2 Imensas são as obras do Senhor, e deve meditá-lo quem as ama.

3Grandes e gloriosos são seus feitos, sua justiça dura eternamente. 4Deixou-nos o Senhor, clemente e bom, das suas maravilhas a memória.

5Concedeu alimento aos que o temiam, não esqueceu jamais sua aliança. 6Revelou ao seu povo o seu poder, entregando-lhe a posse das nações.



Evangelho: Lc 7,31-35

31 “Com quem, então, vou comparar os homens desta geração? Com quem são parecidos? 32São parecidos com aqueles meninos que se sentam nas praças e começam a gritar uns para os outros: ‘Tocamos flauta para vós e não dançastes Entoamos cantos de luto e não chorastes!’. 33 Veio João Batista, que não come nem bebe, e dizeis: ‘Tem um demônio!’. 34Veio o Filho do homem, que come e bebe, e dizeis: ‘Aí está um comilão e um beberrão, amigo dos cobradores de impostos e pecadores!’. 35Mas a Sabedoria foi reconhecida justa por todos os seus seguidores”.



Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2019 - Ano C - São Lucas, Brasília, Edições CNBB, 2018.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola, 2016.

 


Boa Nova para cada dia

 


Tocamos flautas para vós e não dançastes; fizemos lamentações e não chorastes (Lc 7,32).

O Evangelho de hoje traz uma lamentação de Jesus.

Isto é raro no Evangelho.

Aqui Jesus fala perante as pessoas que O ouviam anunciar o Reino de Deus, fazer milagres, ensinar coisas da maior importância. Sua queixa é contra o desinteresse, o pouco caso das pessoas.

Havia quem tinha conhecido e ouvido São João Batista, mas se deram por desencantados, não incomodados com a missão de penitência que ele trazia. E diziam: Ele está com um demônio (Lc 7,33a).

Os que tinham conhecido Jesus, ouvido seus ensinos, visto seus milagres, diziam: Ele é um comilão e beberrão, amigo dos publicanos e dos pecadores (Lc 7,34).

A queixa que Jesus faz é comparada por ele mesmo aos meninos que tocavam flauta para que outros dançassem; é comparada aos que faziam luto dizendo lamentações em enterros. Mas ninguém dançou ao som das flautas e ninguém chorou no luto.

Esta é a imagem das pessoas indiferentes às pessoas de Jesus Cristo e de São João Batista.

Esta é a pior forma de banalização, desrespeito por pessoas da importância de Jesus Cristo e de São João Batista.

Quem agia assim se mostrava irresponsável, incapaz de ver a diferença entre o que tem grande importância e ninharias.

Consideremos o nosso tempo.

Hoje há quem não dá a menor importância a Jesus Cristo, e muito menos a São João Batista.

Há muitos que já foram cristãos, batizados, e renegam a própria fé.

Há muitos que não só menosprezam Jesus Cristo como combatem os que Nele têm fé.

Não nos espantemos com isto.

Jesus mesmo previu todas estas coisas e nos preveniu: também nós, cristãos, seremos desprezados.

Em Mt 5,11-12 Jesus diz:

11 Bem-aventurados sois vós,

quando vos injuriarem

e perseguirem

e, mentindo,

disserem todo o mal contra vós

por minha causa.

12 Exultai e alegrai-vos,

porque é grande o vosso prêmio nos céus....

Mesmo diante dos desprezos e indiferenças Jesus não desanimou.

Nós também nunca vamos desanimar.

Primeiro porque Jesus já nos preveniu, e, segundo, porque nosso prêmio no céu é grande e nos espera.



Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma





Preencha seus dados abaixo e receba as novidades da Loyola.
Nome:
E-mail:
  
Sobre a Edições Loyola | Serviços Gráficos | Fale Conosco | Distribuidores e representantes | Revista Mensageiro | Liturgia Diária | Eventos | Política de Vendas | Política de Privacidade

Rua: Mil Oitocentos e Vinte e Dois, 341 - Ipiranga
CEP: 04216-000 - São Paulo - SP
Tel.: 11 3385-8500 | 2063-4275 | 3385-8501
Formas de Pagamento
Acompanhe
Youtube  
Certificados
© 2011 Edições Loyola . Todos os direitos reservados
Visualize este site com resolução mínima de 1024 x 768
DesignbyC10