Login  |   Cadastre-se   |   Fale Conosco  |   Trabalhe Conosco  |   Ajuda             Youtube  

11 de dezembro de 2018
Carrinho Vazio
Você está em: Home >> Liturgia Diária


Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Liturgia do dia 11/12/2018


Leituras
Is 40,1-11
Sl 95(96),1-2.3 e 10ac.11-12.13 (R/. cf. Is 40,9-10)
Mt 18,12-14

2ª semana do Advento

Terça-Feira

Primeira Leitura: Is 40,1-11

Leitura do Livro do Profeta Isaías

1 “Consolai, consolai meu povo!”, diz vosso Deus. 2 “Falai ao coração de Jerusalém e gritai-lhe: terminou vosso serviço! Foi expiado vosso pecado! Recebeste da mão de Javé dupla punição pelos vossos crimes!” 3 Grita uma voz: “Preparai no deserto um caminho para Javé. Endireitai na estepe uma estrada para nosso Deus. 4 Nivele-se todo vale, rebaixe-se toda montanha e colina; que os acidentes se tornem planícies, e as escarpas, planuras do vale, 5 e então, a glória de Javé se revelará e toda carne há de vê-la ao mesmo tempo,pois a boca de Javé falou”. 6 Uma voz ordena: “Clama!”. Respondo: “Que clamarei?”. “Toda carne é erva, e todo o seu esplendor é como a flor dos campos; 7 a erva seca, a flor murcha ao soprar Javé sobre elas. [Sim, o povo é erva.] 8 A erva seca, a flor murcha, mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre.” 9 Sobe a uma alta montanha, alvissareira anunciadora de Sião! Eleva fortemente a tua voz, alvissareira anunciadora de Jerusalém! Eleva a voz sem temer, e dize às cidades de Judá: “Eis vosso Deus!”. 10 Eis o Senhor Javé que vem com poder e domina com sua potência, eis seu salário com ele, e diante dele sua retribuição. 11  omo um pastor ele apascenta seu rebanho, com seu braço ele o reúne; ele leva os cordeirinhos no colo e conduz as ovelhas-mães.

Salmo: Sl 95(96),1-2.3 e 10ac.11-12.13 (R/. cf. Is 40,9-10)

R. Olhai e vede: o nosso Deus vem com poder!

1 Entoai ao Senhor um canto novo; sim, cantai ao Senhor, ó terra inteira! 2 Celebrai o Senhor, louvai seu nome, proclamai cada dia: “Ele nos salva!”.

3 Mostrai entre as nações a sua glória, entre todos os povos seus prodígios.

10ac Dizei entre as nações: “Reina o Senhor!” ele governa os povos com justiça.

11 Rejubilem-se os céus, exulte a terra; aplauda o mar com tudo que contém! 12 Os campos com seus frutos rejubilem, as árvores exultem nas florestas.

13 Em face do Senhor exultem todos, porque ele vem para reger a terra. Governará o mundo com justiça, aos povos regerá com lealdade.

Evangelho: Mt 18,12-14

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

12 Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas e uma se perder, não achais que deixará as noventa e nove lá nos morros para ir procurar a que se havia perdido? 13 E, se chegar a encontrá-la, eu vos declaro esta verdade: a alegria será maior por causa dela do que pelas noventa e nove que não se tinham perdido. 14 Assim, o vosso pai que está nos céus não quer que se perca um só destes pequeninos.

Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2018 - Ano B - São Marcos, Brasília, Edições CNBB, 2017.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola e Editora Santuário, 2016.

Boa Nova para cada dia

“... se ele a encontrar [a ovelha perdida], ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que se perderam” (Mt 18,13).

Continuamos considerando, neste Tempo do Advento, como Jesus vai preenchendo as esperanças do Povo Eleito na vinda do Messias prometido, que é Ele.

Se lermos este Evangelho separado das esperanças messiânicas de Israel contidas nos profetas antigos, pouco entenderemos do que Jesus quis dizer diretamente a seus ouvintes.

Jesus tem, por detrás de suas palavras, a lembrança e o ‘depósito’ de todo um tesouro espiritual de Israel, contido nas Sagradas Escrituras e na tradição que o Povo Eleito transmitia de boca em boca por gerações.

É por este motivo que não podemos ler este Evangelho sem o relacionamento que tem, diretamente, com a Primeira Leitura de hoje, que é do profeta Isaías, em 40,1-11.

O que a Primeira Leitura tem para que entendamos o que Jesus pensa e fala no Evangelho de hoje?

Vejamos algumas frases da Primeira Leitura, Is 40,1-11:

V.9. Sobe a um alto monte, tu, que trazes a Boa-Nova a Sião;

 ... dize às cidades de Judá: “Eis o vosso Deus,

V.10. eis que o Senhor vem com poder ... eis à sua frente a vitória”.

Estas palavras são ditas por Isaías para encorajar o Povo Eleito que estando no Exílio, isto é, na escravidão da Babilônia, aguarda o momento em que Deus vai manifestar todo o seu poder para reconduzir os judeus para a terra de Israel.

Aquele povo passara quase setenta anos na escravidão.

Isto tinha acontecido porque seus antepassados tinham caído na idolatria em Jerusalém. Tinham levado ídolos ao próprio Templo. Deus os puniu permitindo que os babilônios os levassem como escravos.

Aquela geração foi punida e morreu na Babilônia.

A nova geração que Deus levará de volta à terra dos judeus, verá como Deus voltará com eles, pois Deus jamais abandonou seu Povo, mesmo escravo na Babilônia.

Com o Povo Eleito, Deus, portanto, volta triunfante para a terra dos patriarcas e para Jerusalém.

Notemos mais ainda como Isaías apresenta Deus que conduz seu Povo de volta para casa:

V.11. Como um pastor Ele apascenta o rebanho.

Reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega-os ao colo;

Ele mesmo tange as ovelhas mães (Is 40,11).

Não é esta a imagem que Jesus prefere aplicar a Si mesmo como o Bom Pastor?

Jesus teria escolhido esta imagem para si somente a partir de sua imaginação?

Ele não o fez de propósito para que seus ouvintes vissem nele a imagem do Deus de Israel que no passado reconduziu seu Povo da Babilônia para Jerusalém?

É notando isto que entendemos como Jesus fala do bom pastor que sai em busca da ovelha perdida. Ora, Deus tinha ‘perdido’ grande parte de seu povo que fora parar na Babilônia. Mas lá um grupo fiel a Ele permaneceu firme, aguardando o momento em que Ele iria reconduzi-lo para casa.

Todo o rebanho de Deus que vira a destruição de Jerusalém pelos babilônios fora para a escravidão. Muitos judeus por lá perderam a fé. Deus perdeu um grande número de suas ovelhas naquela terra de sofrimento.

Mas os poucos que sobraram, foram como a ovelha perdida da parábola de Jesus. Deus reencontra seu Povo na Babilônia e feliz o leva de volta a Jerusalém.

Estes devem ter sido os pensamentos de Jesus quando contou a parábola da ovelha perdida.

Jesus é este bom pastor que como Deus no passado sai em busca da ovelha desgarrada. Ele veio reconduzir Israel para Seu Deus.

Ele veio como o Messias, o Rei de Israel acolhido pelo Povo no dia que hoje chamamos ‘de Ramos’ descrito por Mc 11,7-9:

V.7. E levaram o jumentinho a Jesus e lançaram sobre ele as suas vestes, e assentou-se sobre ele.

V.8 E muitos estendiam as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos das árvores e os espalhavam pelo caminho.

V.9 E aqueles que iam adiante e os que seguiam clamavam, dizendo: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor!

V.10. Bendito o Reino do nosso pai Davi, que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!

Jesus preparou sua entrada em Jerusalém cuidadosamente para que o Povo entendesse que Ele era o Messias, como outrora Deus fora o salvador de Israel fazendo-o retornar da Babilônia. 

Jesus é, como Deus Pai, o salvador do Povo Eleito. 

Nós somos este Povo Eleito em nossos dias.

Jesus nos fala da ovelha perdida que é objeto da premura e ternura do bom pastor.

Jesus não quer ninguém fora do rebanho de Seu Pai. Se alguém se afastou Dele porque pecou, Ele vai em busca do pecador.

Se nos vemos como a ovelha que Jesus procura, sintamos a alegria de sermos encontrados por Ele.

Voltemos para Deus, para não ficarmos perdidos no deserto de nossos pecados.

É desta maneira que a Liturgia da Palavra de hoje nos insere no clima de conversão próprio do Tempo do Advento. 

Se Jesus vem a nosso encontro, nós marcamos este encontro com Ele numa boa confissão. Seremos felizes assim perdoados, reintegrados no rebanho de Deus Pai, como parte do Povo Eleito, que é objeto dos cuidados divinos, para que não lhe falte alimento espiritual e segurança de Salvação para sempre.

Desta maneira, neste ano, nos preparamos bem para o próximo Natal.

Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.





Preencha seus dados abaixo e receba as novidades da Loyola.
Nome:
E-mail:
  
Sobre a Edições Loyola | Serviços Gráficos | Fale Conosco | Distribuidores e representantes | Revista Mensageiro | Liturgia Diária | Eventos | Política de Vendas | Política de Privacidade

Rua: Mil Oitocentos e Vinte e Dois, 341 - Ipiranga
CEP: 04216-000 - São Paulo - SP
Tel.: 11 3385-8500 | 2063-4275 | 3385-8501
Formas de Pagamento
Acompanhe
Youtube  
Certificados
© 2011 Edições Loyola . Todos os direitos reservados
Visualize este site com resolução mínima de 1024 x 768
DesignbyC10